Calcule o Custo de Produção do seu negócio em 5 passos

Calcular os custos de produção do seu negócio, para chegarmos à margem de contribuição ou margem bruta. Veja-nos a calcular a margem de lucro!

Margem de Contribuição Negócio de Restauração
Negócio de Restauração

Na sequência do plano de vendas que elaborámos, continuamos o nosso exercício, agora, para avaliar o custo de produção e calcular margem de lucro, margem bruta ou margem de contribuição, como também se diz.

Vamos utilizar o mesmo exemplo de Plano de Negócios:

Negócio na restauração, agora para discutir o impacto das nossas ideias e estratégia e calcular margem de lucro.

1.Os produtos que vendemos por dia

Se se lembram, o plano de vendas de refeições diário é o seguinte:

Plano de Vendas Diário
Plano de Vendas Diário

Em resumo, a nossa ideia é a de vender 25 refeições por dia a um preço médio de 9,28€, com IVA incluído.

O que pretendemos agora analisar é qual será a margem de lucro que esta venda vai gerar. Para isso temos de calcular os custos das matérias primas necessárias.

Vamos admitir que um dos pratos que iremos fazer é “Carne de Porco à Alentejana”. Claro que o Chef sabe bem como confecionar este prato, quais os ingredientes e qual a melhor forma de o apresentar, para ser um sucesso. Como não somos chefes de cozinha, ao consultar uma receita concluimos que os ingredientes são os seguintes:

Receita para 4 doses:

600 g de carne de porco

2 cebolas

2 dentes de alho

1 colher de sopa de massa de pimentão

4 tomates

2 colheres de sopa de azeite

800 g de amêijoa

q.b. coentros

q.b. sal

q.b. pimenta

q.b. manteiga

q.b. limão e pickles

2 dl de vinho branco

2 folhas de louro

2 cravinhos (cravo-da-índia)

Calcular margem de lucro com Carne de Porco à Alentejana
Ameijoas do Atlântico

O toque do Chef não tem aqui expressão económica e financeira, mas será verdadeiramente o que vai fazer a diferença, mas sem perder de vista que o prato tem de ser rentável, sob pena de termos o melhor produto do mundo mas que, a breve prazo, não gera margem bruta suficiente.

Margem Bruta da Carne de Porco Alentejano
Carne de Porco Alentejano

2.Qual o custo de produção de cada ementa

Com a quantificação dos ingredientes, construímos um plano com o custo de produção desta ementa em particular

Custo de Produção da Carne de Porco à Alentejana
Custo de Produção da Carne de Porco à Alentejana

Se não soubermos os custos dos ingredientes, recorremos ao supermercado ali ao lado, ou consultamos os preços usando mercados online.

3.Preços com IVA ou sem IVA

Sabemos que os preços das Matérias Primas são com IVA (Imposto sobre Valor Acrescentado).

Por isso o preço médio pago pelo nosso cliente, como já referido, é de 9,28€ mas para o negócio só podemos contar com 8,07€, pressupondo um IVA médio de 15%.

Por outro lado, o IVA para alimentos é de 6%, mas podemos fazer o plano com o IVA incluído nos custos, o que nos dá alguma margem adicional ou, fazemos um processo mais rigoroso, em que calculamos o valor do IVA de cada ingrediente e deduzimos do custo esse valor.

4. Calcular margem de lucro ou margem bruta desta ementa

A margem bruta ou margem de contribuição de um produto ou serviço é a diferença entre preço de venda e o custo de produção.

Neste caso a venda do prato de “Carne de Porco à Alentejana” é de 8,07€ sem IVA e o custo variável ou custo de produção é de 11,24€/4 = 2,81€ (custo com IVA incluído). Assim em média, se os pratos forem vendidos a 8,07€ e o seu custo for de 2,81€ a nossa margem bruta é de 5,26€, ou seja, 65%. Dito de outra forma, o custo de produção é 35% (100%-65%) do preço de venda.

Parece que vamos ter uma boa margem de lucro, mas não podemos esquecer que ainda não calculámos a margem de contribuição dos outros produtos que queremos vender, nomeadamente bebidas, cafés, sobremesas (ver tabela de vendas diárias abaixo) nem com os custos fixos ou de estrutura.

Vendas dos vários produtos
Vendas dos vários produtos

Se incluirmos nos custos, o IVA a 6%, (2,81€) temos uma folga. Se retirarmos o IVA, a margem de contribuição ou margem de lucro, passa a ser 8,07€-2,64€ (custo sem IVA)=5,42€, i.e., 67%.

5.Calcular margem de lucro anual.

Admitindo os 300 dias de trabalho, isto é: 365 dias do ano – 52 domingos – 13 dias de feriados, as vendas anuais, serão como vimos:

Vendas anuais de Refeições
Vendas anuais de Refeições

Admitamos agora, que fizemos o cálculo do custo de produção para várias ementas e que em média essas ementas têm um custo de produção de 25% em relação ao preço de venda, isto é, 8,07€ x 25% = 2,02€. Assim:

Custos Anuais de MP das Refeições
Custos Anuais de MP das Refeições

Com este serviço de refeições a margem de contribuição para o negócio, é de 45.392€, ou seja, para calcular margem de lucro: 60.522€-15.130€.

Falta-nos acrescentar os outros produtos e serviços que pretendemos fornecer anualmente, mas isso fica para um próximo artigo.

Não perca os próximos artigos. Registe o seu mail, para ser notificado gratuitamente dos nossos novos artigos.

Siga o Pássaro no Ombro numa das redes sociais em que estamos.

Partilhe este artigo, na sua rede social preferida.

Faça um comentário e dê as sugestões que entender.

Siga-nos e faça um Like:

Registo Online e Dístico da EMEL Lisboa – Estudo de Caso

O estacionamento em Lisboa com a aplicação EMEL ePark. A qualidade na prestação de serviços da EMEL Lisboa. O registo online e o pedido de dístico de residente.

Na sequência dos nossos artigos anteriores, vamos fazer um ponto de situação, não só da nossa experiência na utilização da aplicação EMEL ePark para o estacionamento em Lisboa mas, também, da interação com a EMEL Lisboa no registo online e no pedido de dístico de residente.

Continue reading “Registo Online e Dístico da EMEL Lisboa – Estudo de Caso”

Siga-nos e faça um Like:

Exemplo de Plano de Negócios com Plano de Vendas em 5 passos

Como fazer um Plano de Negócios, iniciando pelo plano de vendas, com exemplo de plano de negócios e vários produtos é o que aqui faremos!

Na sequência do artigo anterior, tratamos agora de, como fazer um plano de negócios, começando por delinear o plano de vendas.

Empresário Consultor Plano de Vendas
Consultor para o Plano de Vendas

Exemplo de Plano de Negócios

Queremos abrir um restaurante e estamos a discutir o impacto das nossas ideias e estratégia, no plano de vendas.

Continue reading “Exemplo de Plano de Negócios com Plano de Vendas em 5 passos”

Siga-nos e faça um Like:

5 pontos a considerar no Plano de Negócios

Fazer um plano de negócios objetivo, com um exemplo de plano de negócios, custos fixos, custos variáveis e plano de investimento é o que aqui faremos!

Uma vez definido o Modelo de Negócio vamos começar a “fazer contas”, como costuma dizer-se e delinear o Plano de Negócios.

Discussão para um plano de negócios objetivo
Discussão para um plano de negócios objetivo

1.Finalidade do Plano de Negócios

Após ter uma ideia sobre o negócio que pretendemos criar, usando os resultados do Modelo de Negócio, precisamos de sistematizar todas as ideias e quantificar as vendas, nas suas várias vertentes, os custos fixos, o custo de produção e as necessidades de financiamento.

Continue reading “5 pontos a considerar no Plano de Negócios”

Siga-nos e faça um Like:

Como calcular o IMI e o Valor Patrimonial Tributário do Imóvel

Calcular o IMI, o Valor Patrimonial Tributário do Imóvel, usar os coeficientes de localização, de vetustez e outros, para aferir se está a pagar o IMI correto e como pedir reavaliação do IMI é o que vamos fazer.

Como Calcular o IMI – Imposto Municipal sobre Imóveis

Como calcular o IMI e VPT de Imóveis
Calcular o IMI e VPT de Imóveis

Como calcular o IMI a pagar, tem de saber o Valor Patrimonial Tributário do Imóvel (VPT) depois multiplicar este valor pela taxa de imposto aplicável no respetivo município. O VPT é o valor administrativo do imóvel apurado pela Autoridade Tributária (AT).

Calcular o IMI = Taxa de IMI do Concelho x VPT

A taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis – IMI do Concelho, pode ser consultada no Portal das Finanças, clique na imagem seguinte para se colocar dentro do Portal.

Exemplo:

Continue reading “Como calcular o IMI e o Valor Patrimonial Tributário do Imóvel”

Siga-nos e faça um Like:

Nove ideias a ter em conta para criar um bom negócio, empresário a criar negócio próprio

Para que o empreendimento de um novo negócio, não se torne num pesadelo siga estas nove ideias e orientações e enfrente de forma positiva e resiliente o desafio de construir um bom negócio.

Está a pensar criar um bom negócio? Abrir um restaurante, uma oficina mecânica, uma loja de antiguidades, uma loja de artigos de moda ou um cabeleireiro, entre outros, é o sonho de muitos profissionais de cada sector. Tornar-se empresário e criar negócio próprio.

Empresário. Criar negócio próprio.
Empresário lendo as últimas notícias

No entanto, mesmo que a ideia lhe pareça boa, tem algum receio de que algo não corra bem. Olha para o mercado e parece que já tudo está criado e que dificilmente podemos ter uma boa ideia que consiga impor-se a toda essa concorrência.

Para que a aventura empresarial não se transforme num pesadelo siga estas ideias e orientações e enfrente de forma positiva o desafio de criar negócio próprio e construir um bom negócio.

Continue reading “Nove ideias a ter em conta para criar um bom negócio, empresário a criar negócio próprio”

Siga-nos e faça um Like:

Dicas sobre o cartão de crédito virtual online, o cartão temporário MB NET, como fazer um cartão virtual personalizado e muito mais

As lojas ‘online’ são cada vez mais seguras, mas acautelar o seu dinheiro é importante. Uma opção segura para os seus pagamentos é a utilização de um cartão de crédito virtual, um cartão temporário MB NET que fica associado à sua conta bancária, mas que têm uma validade temporária e o valor que lhe atribuir. Gerar cartão MB NET ou seja como criar um cartão temporário MB NET é o que faremos.

Livre-se dos Cartões e das Notas. Use as novas Tecnologias. Tenha um cartão de crédito virtual
Livre-se dos Cartões e das Notas. Use as novas Tecnologias. Tenha um cartão de crédito virtual

Em primeiro lugar é preciso saber que termos um cartão de crédito virtual é ter uma vida mais livre. E, neste momento, pretendemos saber fazer cartões virtuais, que são grátis.

Livrar-se das moedas e das notas torna a vida mais fácil, como vimos anteriormente para fazer os pagamentos do estacionamento em Lisboa.

Em vez de usar o seu cartão de crédito habitual nas transações “online”, por exemplo a aquisição de livros e outros artigos na Amazon, é boa ideia usar um cartão virtual digital como o cartão temporário MB NET que teve algumas alterações e passou a ser integrado no serviço MB WAY e que permite gerar cartões MB NET.

Risco de Perder o seu Cartão Real
Risco de Perder o seu Cartão Real

Assim, uma vez que os cartões de crédito têm plafonds normalmente mais elevados, aumentamos a segurança das nossas transações.

Continue reading “Dicas sobre o cartão de crédito virtual online, o cartão temporário MB NET, como fazer um cartão virtual personalizado e muito mais”

Siga-nos e faça um Like:

Qualidade na EMEL – caso prático – as 5 questões de Gestão da Qualidade

Em termos de análise à gestão da qualidade, a amostra não é estatisticamente significativa, por isso procuramos no site da EMEL informação sobre o assunto, nomeadamente sobre indicadores de qualidade, qualidade do atendimento, que fizessem luz sobre os resultados da política de qualidade, de forma mais “científica”.

 1. Qualidade de Atendimento, Serviço de Qualidade

Na era da cidadania digital, começamos por referir que a EMEL, apesar de dispor de uma aplicação excelente, para facilitar o pagamento do estacionamento nas ruas de Lisboa, conforme referimos em artigo anterior, não presta aos munícipes da cidade um bom serviço na qualidade de atendimento ao cliente.

Temos conhecimento de várias opiniões que relatam experiências com colaboradores da EMEL, enquanto guardiães do bom estacionamento em Lisboa, como por exemplo aquela que vem no artigo de Laurinda Alves, no jornal Observador, no qual questiona se estão nas ruas a favor dos moradores ou contra eles. E onde estão durante a noite e nos fins de semana?

A nossa opinião é sustentada por contactos feitos a propósito do pedido de um dístico de residente, através da via electrónica, cuja resposta foi muito lenta. Mas não só!

Vários são os relatos de residentes que, pretendendo ter acesso ao tal dístico que lhes concede o direito de estacionar na via pública, através da “Loja Virtual”, consideram que a qualidade de atendimento não é eficaz e, acabam por ter de se dirigir a um balcão da EMEL.

Continue reading “Qualidade na EMEL – caso prático – as 5 questões de Gestão da Qualidade”

Siga-nos e faça um Like: