Calcule o Custo de Produção do seu negócio em 5 passos

Calcular os custos de produção do seu negócio, para chegarmos à margem de contribuição ou margem bruta. Veja-nos a calcular a margem de lucro!

Margem de Contribuição Negócio de Restauração
Negócio de Restauração

Na sequência do plano de vendas que elaborámos, continuamos o nosso exercício, agora, para avaliar o custo de produção e calcular margem de lucro, margem bruta ou margem de contribuição, como também se diz.

Vamos utilizar o mesmo exemplo de Plano de Negócios:

Negócio na restauração, agora para discutir o impacto das nossas ideias e estratégia e calcular margem de lucro.

1.Os produtos que vendemos por dia

Se se lembram, o plano de vendas de refeições diário é o seguinte:

Plano de Vendas Diário
Plano de Vendas Diário

Em resumo, a nossa ideia é a de vender 25 refeições por dia a um preço médio de 9,28€, com IVA incluído.

O que pretendemos agora analisar é qual será a margem de lucro que esta venda vai gerar. Para isso temos de calcular os custos das matérias primas necessárias.

Vamos admitir que um dos pratos que iremos fazer é “Carne de Porco à Alentejana”. Claro que o Chef sabe bem como confecionar este prato, quais os ingredientes e qual a melhor forma de o apresentar, para ser um sucesso. Como não somos chefes de cozinha, ao consultar uma receita concluimos que os ingredientes são os seguintes:

Receita para 4 doses:

600 g de carne de porco

2 cebolas

2 dentes de alho

1 colher de sopa de massa de pimentão

4 tomates

2 colheres de sopa de azeite

800 g de amêijoa

q.b. coentros

q.b. sal

q.b. pimenta

q.b. manteiga

q.b. limão e pickles

2 dl de vinho branco

2 folhas de louro

2 cravinhos (cravo-da-índia)

Calcular margem de lucro com Carne de Porco à Alentejana
Ameijoas do Atlântico

O toque do Chef não tem aqui expressão económica e financeira, mas será verdadeiramente o que vai fazer a diferença, mas sem perder de vista que o prato tem de ser rentável, sob pena de termos o melhor produto do mundo mas que, a breve prazo, não gera margem bruta suficiente.

Margem Bruta da Carne de Porco Alentejano
Carne de Porco Alentejano

2.Qual o custo de produção de cada ementa

Com a quantificação dos ingredientes, construímos um plano com o custo de produção desta ementa em particular

Custo de Produção da Carne de Porco à Alentejana
Custo de Produção da Carne de Porco à Alentejana

Se não soubermos os custos dos ingredientes, recorremos ao supermercado ali ao lado, ou consultamos os preços usando mercados online.

3.Preços com IVA ou sem IVA

Sabemos que os preços das Matérias Primas são com IVA (Imposto sobre Valor Acrescentado).

Por isso o preço médio pago pelo nosso cliente, como já referido, é de 9,28€ mas para o negócio só podemos contar com 8,07€, pressupondo um IVA médio de 15%.

Por outro lado, o IVA para alimentos é de 6%, mas podemos fazer o plano com o IVA incluído nos custos, o que nos dá alguma margem adicional ou, fazemos um processo mais rigoroso, em que calculamos o valor do IVA de cada ingrediente e deduzimos do custo esse valor.

4. Calcular margem de lucro ou margem bruta desta ementa

A margem bruta ou margem de contribuição de um produto ou serviço é a diferença entre preço de venda e o custo de produção.

Neste caso a venda do prato de “Carne de Porco à Alentejana” é de 8,07€ sem IVA e o custo variável ou custo de produção é de 11,24€/4 = 2,81€ (custo com IVA incluído). Assim em média, se os pratos forem vendidos a 8,07€ e o seu custo for de 2,81€ a nossa margem bruta é de 5,26€, ou seja, 65%. Dito de outra forma, o custo de produção é 35% (100%-65%) do preço de venda.

Parece que vamos ter uma boa margem de lucro, mas não podemos esquecer que ainda não calculámos a margem de contribuição dos outros produtos que queremos vender, nomeadamente bebidas, cafés, sobremesas (ver tabela de vendas diárias abaixo) nem com os custos fixos ou de estrutura.

Vendas dos vários produtos
Vendas dos vários produtos

Se incluirmos nos custos, o IVA a 6%, (2,81€) temos uma folga. Se retirarmos o IVA, a margem de contribuição ou margem de lucro, passa a ser 8,07€-2,64€ (custo sem IVA)=5,42€, i.e., 67%.

5.Calcular margem de lucro anual.

Admitindo os 300 dias de trabalho, isto é: 365 dias do ano – 52 domingos – 13 dias de feriados, as vendas anuais, serão como vimos:

Vendas anuais de Refeições
Vendas anuais de Refeições

Admitamos agora, que fizemos o cálculo do custo de produção para várias ementas e que em média essas ementas têm um custo de produção de 25% em relação ao preço de venda, isto é, 8,07€ x 25% = 2,02€. Assim:

Custos Anuais de MP das Refeições
Custos Anuais de MP das Refeições

Com este serviço de refeições a margem de contribuição para o negócio, é de 45.392€, ou seja, para calcular margem de lucro: 60.522€-15.130€.

Falta-nos acrescentar os outros produtos e serviços que pretendemos fornecer anualmente, mas isso fica para um próximo artigo.

Não perca os próximos artigos. Registe o seu mail, para ser notificado gratuitamente dos nossos novos artigos.

Siga o Pássaro no Ombro numa das redes sociais em que estamos.

Partilhe este artigo, na sua rede social preferida.

Faça um comentário e dê as sugestões que entender.

Siga-nos e faça um Like:

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, um marco do conhecimento

Visitar a Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra é saber reconhecer que aqui estão concentrados muitos saberes e conhecimento à época de D. João V, o Magnânimo. O Index e os livros proibidos pela Igreja.

Palácio Nacional de Mafra. D. João V e a Batalha do Cabo Matapão_(1717) Domenico Duprà_(MNAA)
D. João V e a Batalha do Cabo Matapão (1717) Domenico Duprà_(MNAA)

Visitar o Palácio e a sua Biblioteca transporta-nos à época do seu mentor, o Rei D. João V, o Magnânimo.

João V, cognominado o Magnânimo é, muitas vezes, identificado como o Rei que gastou a riqueza que tinha a sua origem no ouro do Brasil. Como acontece, frequentemente, é-se pecador por fazer e por não fazer. Na verdade, nesse tempo, houve um grande dispêndio de riqueza e, enquanto uns dizem ter sido em gastos supérfluos, outros dizem que foi um investimento. Certo é que o contexto em que se vivia em Portugal é o da saída, em 1640, do domínio dos Filipes de Espanha, da Guerra da Sucessão Espanhola que envolveu vários Estados e que terminou em 1711 e da paz com Espanha, só assinada em 1715.

Continue reading “Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, um marco do conhecimento”

Siga-nos e faça um Like:

Registo Online e Dístico da EMEL Lisboa – Estudo de Caso

O estacionamento em Lisboa com a aplicação EMEL ePark. A qualidade na prestação de serviços da EMEL Lisboa. O registo online e o pedido de dístico de residente.

Na sequência dos nossos artigos anteriores, vamos fazer um ponto de situação, não só da nossa experiência na utilização da aplicação EMEL ePark para o estacionamento em Lisboa mas, também, da interação com a EMEL Lisboa no registo online e no pedido de dístico de residente.

Continue reading “Registo Online e Dístico da EMEL Lisboa – Estudo de Caso”

Siga-nos e faça um Like:

Carrinhos do Monte e Carreiros do Monte, indissociáveis

Subida no teleférico do Funchal, para uma descida vertiginosa nos célebres carros de cesto ou carrinhos do Monte na Madeira. Os carreiros do Monte e as emoções destas viagens.

Os Carros de Cesto da Madeira
Os Carros de Cesto da Madeira

Os carrinhos do Monte, também conhecidos por carros de cesto, são típicos da Madeira e atualmente descem desde a localidade do Monte até ao Funchal, sendo conduzidos por especialistas, os carreiros do Monte.

Os carrinhos do Monte surgiram em meados do século XIX. Antes de 1846 não há nenhuma referência a este meio de transporte, por parte dos visitantes da Madeira e, ao invés, referem a existência de pequenas “corsas” que são utilizadas para o transporte de pessoas.

Continue reading “Carrinhos do Monte e Carreiros do Monte, indissociáveis”

Siga-nos e faça um Like:

Exemplo de Plano de Negócios com Plano de Vendas em 5 passos

Como fazer um Plano de Negócios, iniciando pelo plano de vendas, com exemplo de plano de negócios e vários produtos é o que aqui faremos!

Na sequência do artigo anterior, tratamos agora de, como fazer um plano de negócios, começando por delinear o plano de vendas.

Empresário Consultor Plano de Vendas
Consultor para o Plano de Vendas

Exemplo de Plano de Negócios

Queremos abrir um restaurante e estamos a discutir o impacto das nossas ideias e estratégia, no plano de vendas.

Continue reading “Exemplo de Plano de Negócios com Plano de Vendas em 5 passos”

Siga-nos e faça um Like:

Presépios Originais na Ilha da Madeira

Visitar a Madeira no Natal para ver a Lapinha e tantos presépios originais que nos confortam e dão alento no final de mais um ano. Alguns presépios que encontrámos na Ilha da Madeira.

Presépios originais na Ilha da Madeira

Presépios na Ilha da Madeira
Presépios na Ilha da Madeira

No Natal a Ilha da Madeira transforma-se com presépios muito originais e de longa tradição, que nos surpreendem a cada momento, nas ruas e praças de todas as aldeias, vilas e cidades madeirenses. O ambiente vivido nos espaços públicos, plenos de luzes e cores é algo inesperado para os que vêm visitar a Madeira nesta altura, especialmente atraídos pela festa da passagem de ano e dos seus fogos de artifícios.

Continue reading “Presépios Originais na Ilha da Madeira”

Siga-nos e faça um Like:

4 coisas a fazer no Parque Natural da Ria Formosa

Viagem de Barco pelo Parque Natural da Ria Formosa, Praia da Terra Estreita e uma bela cataplana na margem do Rio Gilão

Após o circuito no Douro  vamos a um passeio de barco pelo Parque Natural da Ria Formosa. Tendo como ponto de partida o Arraial Ferreira Neto, é bela a paisagem que nos enquadra, antes de mergulhar na Praia da Terra Estreita. Uma cataplana na margem do Rio Gilão finaliza o dia.

Passeio de Barco na Ria Formosa
Passeio de Barco na Ria Formosa

Continue reading “4 coisas a fazer no Parque Natural da Ria Formosa”

Siga-nos e faça um Like:

5 pontos a considerar no Plano de Negócios

Fazer um plano de negócios objetivo, com um exemplo de plano de negócios, custos fixos, custos variáveis e plano de investimento é o que aqui faremos!

Uma vez definido o Modelo de Negócio vamos começar a “fazer contas”, como costuma dizer-se e delinear o Plano de Negócios.

Discussão para um plano de negócios objetivo
Discussão para um plano de negócios objetivo

1.Finalidade do Plano de Negócios

Após ter uma ideia sobre o negócio que pretendemos criar, usando os resultados do Modelo de Negócio, precisamos de sistematizar todas as ideias e quantificar as vendas, nas suas várias vertentes, os custos fixos, o custo de produção e as necessidades de financiamento.

Continue reading “5 pontos a considerar no Plano de Negócios”

Siga-nos e faça um Like:

Recomendações no Linkedin, para um Perfil mais credível

Saber como ter um bom curriculo e pedir recomendações no Linkedin. Mostramos como fazer o pedido dessa carta de recomendação profissional. Assim, pode obter um bom perfil profissional, mais credível.

Como ter um bom curriculo, a importância das recomendações

O perfil profissional que se apresenta no Linkedin é feito pela própria pessoa que, em alguns casos, pode não ser o mais adequado no que respeita às competências e à experiência profissional apresentadas.

Como ter um bom curriculum. Perfil Pedro Fidalgo
Perfil Pedro Fidalgo

As recomendações visam complementar as referências de um curriculum vitae e são um testemunho feito por outra pessoa, normalmente alguém que lhe conhece o respetivo percurso profissional. Traduzem-se numa validação de competências não só as técnicas mas, sobretudo, as competências pessoais. Funcionam como uma carta de recomendação profissional e contribuem para a construção de um bom perfil profissional no Linkedin e como ter um bom curriculo.

Continue reading “Recomendações no Linkedin, para um Perfil mais credível”

Siga-nos e faça um Like:

Parque e Palácio de Monserrate, Sintra

Parque e Palácio de Monserrate em Sintra, uma visita plena de romantismo. Sir Francis Cook e os jardins dos cinco continentes contam histórias. Deslumbrante!

A Capela de Monserrate

Diz a lenda de Monserrate que um moçárabe morreu a combater um árabe, provavelmente o Alcaide, senhor dessas terras. Nesse local seria sepultado e erguido um pequeno Santuário que o tempo fez ruir.

E, para relembrar esta memória lendária, foi erguida pelo Padre Gaspar Preto, em 1540, uma Capela a Nossa Senhora de Monserrate.

Em 1718 D. Caetano de Melo e Castro, Vice-Rei da India, adquire essas terras, as quais irão ser mantidas por caseiros, já que o Vice-Rei e família estão em Goa.

Na sequência do terramoto de 1755 as casas ficam muito afetadas, tornando-as praticamente inabitáveis e ficando, assim, esta propriedade ao abandono.

Em 1790 a neta de D. Caetano que ainda vivia em Goa, alugou a propriedade de Monserrate a Gérard DeVisme, um inglês negociante de madeira. Embora este não fosse seu dono, nela constrói um castelo do tipo medieval.

Palácio de Monserrate
Palácio de Monserrate

O Castelo Medieval de Monserrate

Continue reading “Parque e Palácio de Monserrate, Sintra”

Siga-nos e faça um Like: