Exposição de Joan Miró em Lisboa

Não perca as 85 obras de Joan Miró, expostas até 13 Fevereiro de 2018, no Palácio da Ajuda em Lisboa.

As 85 obras de Joan Miró, “Materialidade e Metamorfose”  em exposição em Lisboa, no Palácio da Ajuda, até 13 de Fevereiro de 2018.

Esta exposição reúne os quadros de Miró que pertenciam ao ex-BPN, inicialmente expostos na Fundação de Serralves e que agora se encontram na Palácio da Ajuda.

Pode dar uma olhada à exposição lendo o artigo e vendo as imagens e vídeo que publicámos, As obras de Joan Miró no Palácio da Ajuda – Encante-se!

Se quiser levar os miúdos consigo, então sugerimos que descarregue o jogo criado pela Fundação Serralves. Clique neste link para descarregar o jogo.

Também pode ter mais informação sobre quem é Joan Miró. O artista Catalão veio a falecer em Palma de Maiorca em 1983:

Clique na imagem para ver o artigo da “Comunidade Cultura e Arte“.

Joan Miro
Joan Miro

 

Please follow and like us:

Locais a visitar em Lisboa, Palácio dos Condes de Óbidos

O Palácio dos Condes de Óbidos, com paineis de azulejos, lustres de cristal e uma biblioteca deslumbrantes, é um dos sítios lindos de Lisboa e que merece a sua visita.
No terraço do Palácio uma magnífica evocação aos Descobrimentos Portugueses e uma vista única para a Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos.

Ao planear os nossos passeios em Lisboa, procurámos por pontos de interesse em Lisboa que não estivessem nas rotas ditas normais.

Visitámos o Palácio dos Condes de Óbidos, um Palácio escondido e que é preciso saber encontrar.

Foi construido no século XVII e passa para a Cruz Vermelha Portuguesa em 1919.

Palácio Conde de Óbidos vista da Gare Maritima
Palácio Conde de Óbidos vista da Gare Maritima

Conde de Óbidos foi um título nobiliárquico atribuido pelo Rei D. Filipe III a D. Vasco Mascarenhas, que fora Vice-Rei da India e do Brasil.

Neste palácio residiu o artista Jorge Colaço, autor de um magnífico painel de azulejos, exposto no terraço, alusivo à chegada às Terras de Vera Cruz, o Brasil. Aqui chegaram os primeiros ocidentais com Pedro Álvares Cabral ao comando das 13 naus da viagem.

Painel de Azulejos descoberta de Vera Cruz
Painel de Azulejos descoberta de Vera Cruz
Painel de Azulejos Pedro Alvares Cabral
Painel de Azulejos Pedro Alvares Cabral

Da varanda do Palácio podemos ver em frente a Gare Marítima da Rocha do Conde de Óbidos. Também é conhecido por Palácio da Rocha, com origem na sua localização, implantado em cima de um enorme monte rochoso, que por ser tão alto de lá se avista o rio Tejo.

Palácio Conde de Óbidos vista para a Gare da Rocha
Palácio Conde de Óbidos vista para a Gare da Rocha

São muitos e variados os painéis de azulejos e pinturas de fresco. Mesmo a entrada, na fachada principal, está ladeada por seis painéis de azulejos da autoria do Coronel Vitória Pereira e desenhados em 1937, com figuras de um fidalgo, de um alabardeiro, isto é, um homem armado de alabarda, ou archeiro e de uma dama. Na sala de jantar, podemos apreciar outros painéis da sua autoria e que representam curiosas cenas palacianas.

O átrio do Palácio dos Condes de Óbidos, ostentando os bustos do rei D. Luís I e da rainha D. Maria Pia, protetores da Cruz Vermelha em Portugal, dá acesso à Biblioteca.

Palácio Conde de Óbidos Busto de D Luis I
Palácio Conde de Óbidos Busto de D Luis I
Palácio Conde de Óbidos Busto de D Maria Pia
Palácio Conde de Óbidos Busto de D Maria Pia

Na Biblioteca, destaca-se um grande lustre de cristal, fabricado na Marinha Grande e o teto tem uma pintura representando a Paz de Alvalade, na qual a Rainha Santa Isabel surge montada num burro, entre o Rei D. Dinis e seu filho D.Afonso IV.

Palácio Conde de Óbidos Lustre na Biblioteca
Palácio Conde de Óbidos Lustre na Biblioteca

 

Palácio Conde de Óbidos Biblioteca
Palácio Conde de Óbidos Biblioteca

Nas paredes das várias salas do Palácio, podem ver-se retratos dos presidentes da Cruz Vermelha Portuguesa, como na Sala D. João de Castro, entre os quais o de Maria de Jesus Barroso.

Palácio Conde de Óbidos sala D. João Castro
Palácio Conde de Óbidos sala D. João Castro

Este é um dos locais de interesse e a não perder em Lisboa.

O Palácio pode ser visitado, com marcação prévia, como se pode verificar no site da Cruz Vermelha nas “Visitas Guiadas”, bastando, para isso, clicar na imagem abaixo, que representa a entrada principal do Palácio. Chega-se através do Jardim 9 de Abril e ao lado do Museu Nacional de Arte Antiga, o antigo Palácio dos Condes de Alvor.

Palácio Conde de Óbidos Entrada
Palácio Conde de Óbidos Entrada

Um olhar rápido pelo interior deste Palácio, um dos sítios de Lisboa para visitar e encantar.

Esperamos que gostem do Palácio encantador, façam like, sigam os nossos posts, comentem e partilhem! Obrigado.

Fotos 1, 7 e 10 gentilmente cedidas pela Cruz Vermelha Portuguesa.
Please follow and like us: