8 Tópicos para elaborar o Modelo de Negócio

Como transformar uma ideia num modelo de negócio que seja coerente e que contemple todas as vertentes do negócio. Elaborar a Análise SWOT, identificar os pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças, para abordar o Plano de Negócios.

Depois de abordarmos o que devemos ter em conta para criar um bom negócio, vamos ver como transformamos uma ideia num modelo de negócio que seja coerente e que contemple todas as vertentes do negócio.

Modelo de Negócio
Modelo de Negócio

1.O que é um Modelo de Negócio

O modelo de negócio é uma visão integrada do negócio. Começa por se definir qual é o produto ou serviço que pretendemos implementar e que tipo de valor podemos criar e entregar aos nossos clientes.

Devemos identificar todo o processo até à venda ao cliente, definindo, discutindo e avaliando:

Fornecedores, concorrência e parceiros chave,

Como fazemos chegar os produtos ou serviços ao cliente,

Que tipo de clientes e, se há vários tipos de clientes, quais as característica de cada segmento,

Que atividades são chave no processo,

Quais os recursos chave que temos ou que precisamos,

Como vamos divulgar a ideia,

Como vamos interagir com os clientes, primeiro para os atrair e depois para os reter.

Que proposta de valor acrescentamos, em relação à concorrência,

Finalmente, precisamos de agregar estas ideia e começar a quantificar quanto vamos vender e quais serão os custos.

2.Qual o objetivo do Modelo de Negócio

O modelo de negócio obriga-nos a identificar os recursos e competências que temos e os que precisamos de obter para conseguir que os processos e atividades que identificámos possam ser bem preenchidos.

3.O que é preciso para fazer o Modelo de Negócio

Depende do negócio e da experiência de cada um dos intervenientes.

Podemos fazer listagens, por exemplo, de fornecedores, parceiros possíveis, concorrentes, atividades chave que tenham sido identificadas (inauguração, publicidade, etc.).

Nesta análise podemos também encontrar alguns fatores críticos de sucesso, por exemplo em relação à concorrência, saber que tipo de produtos similares oferece, quais os preços, promoções, utilização de meios de divulgação, nomeadamente redes sociais, vendas pela internet e eventualmente, ter acesso às contas de algumas empresas da concorrência, através de empresas que fornecem esse tipo de informação.

Podemos também usar modelos muito divulgados como o Modelo “Canvas” ou o Modelo da “Cadeia de Valor de Porter”

Cadeia de Valor
Cadeia de Valor

4.Elaborar uma Análise SWOT

SWOT é o acrónimo da expressão inglesa de Strenghts (Forças) Weaknesses (Fraquezas) Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças).

 

Análise SWOT
Análise SWOT

A análise SWOT é uma ferramenta utilizada para analisar a posição estratégica e competitiva da empresa ou negócio que se pretende criar. É uma ferramenta muito simples, mas muito potente, e permite analisar o cenário quer interno quer externo e perceber qual a posição da empresa no meio envolvente e posicionar ou reposicionar a estratégia adequada.

5.Análise SWOT, Ambiente Interno, Pontos Fortes e Fracos da empresa

Analisar quais os pontos fortes e fracos da empresa ou negócio. Fatores que estão sob o nosso controlo e que podemos modificar.

Strengths (Pontos Fortes) – Vantagens internas da empresa em relação às empresas concorrentes.

Weaknesses (Pontos Fracos) – Desvantagens internas da empresa em relação às empresas concorrentes.

6.Análise SWOT, Ambiente Externo, Ameaças e Oportunidades

Analisar a envolvente exterior da empresa, para identificar ameaças e oportunidades. Os fatores externos não estão sob o nosso controlo, mas temos de os conhecer para que possam ser maximizados ou minimizados, conforme a estratégia e a capacidade que tivermos.

Opportunities (Oportunidades) – Aspectos positivos da envolvente com potencial de fazer crescer a vantagem competitiva da empresa.

Threats (Ameaças) – Aspectos negativos da envolvente com potencial de comprometer a vantagem competitiva da empresa.

7.Análise SWOT, combinar os fatores Internos e Externos

Devemos analisar os dois fatores, internos e externos à empresa e definir uma estratégia para cada uma dessas combinações.

Exemplo:

Forças e Oportunidades – Como podemos tirar o máximo proveito dos nossos pontos fortes para potenciar as oportunidades que detetámos.

Forças e Ameaças – Como é que os nossos pontos fortes podem tornar as ameaças em oportunidades ou minimizar os possíveis efeitos dessas ameaças

Fraquezas e Oportunidades – Desenvolver as estratégias necessárias para minimizar os nossos pontos fracos e conseguir através dessa estratégia aproveitar as oportunidades que se nos deparam.

Fraquezas e Ameaças – Adoptar estratégias que possam minimizar quer os nossos pontos fracos, eventualmente eliminando-os e torná-los pontos fortes e, na medida das nossas possibilidades minimizar o impacto das ameaças.

Aqui chegados, estamos em condições de ter uma ideia mais concreta, coerente e completa do modelo de negócio.

Podemos agora partir para começar a elaborar o plano de negócios.

O Plano de Negócios
O Plano de Negócios

8.O Plano de Negócios

O processo para elaborar o plano de negócios, considerando que temos agora de quantificar em valor as várias vertentes do negócio, vai ajudar-nos a integrar todas as ideias e verificar o impacto das decisões estratégicas. Pode, igualmente, levantar questões que vão carecer de nova reavaliação de alguns desses pontos, para prosseguir.

Quando o plano de negócios for dado por concluído passa a ser o guia da empresa. Definidos os objetivos, permite ao longo da vida da empresa verificar se esses objetivos estão a ser cumpridos, quais os desvios e se é necessário redefinir a estratégia ou, tão só, ajustar alguns parâmetros e prosseguir. É, portanto, a ferramenta de planeamento e controlo de gestão, por excelência, da empresa.

Siga o Pássaro no Ombro numa das redes sociais em que estamos.

Partilhe este artigo, na sua rede social preferida.

Faça um comentário e dê as sugestões que quiser.

E não esqueça, junte-se à nossa rede de seguidores, registando o seu mail para ser notificado de novos artigos.


 

Siga-nos e faça um Like:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.