Exemplo de Plano de Negócios com Plano de Vendas em 5 passos

Como fazer um Plano de Negócios, iniciando pelo plano de vendas, com exemplo de plano de negócios e vários produtos é o que aqui faremos!

Na sequência do artigo anterior, tratamos agora de, como fazer um plano de negócios, começando por delinear o plano de vendas.

Empresário Consultor Plano de Vendas
Consultor para o Plano de Vendas

Exemplo de Plano de Negócios

Queremos abrir um restaurante e estamos a discutir o impacto das nossas ideias e estratégia, no plano de vendas.

1.Quantos produtos vendemos por dia

Neste exemplo de plano de negócios, podemos começar por analisar e discutir se, com o tamanho da sala, a capacidade da cozinha e o que sabemos da concorrência, poderemos fazer vendas de 25 refeições por dia, com o restaurante já em velocidade de cruzeiro.

Chegar a este valor não é tarefa fácil pois os mais arrojados dirão que vender 25 refeições por dia é pouco, pois só representam 50% da nossa capacidade máxima e outros, mais conservadores, dirão que não é nada fácil  atrair os clientes mesmo considerando esta taxa de ocupação.

Na verdade, nem uns nem outros saberão o que vai acontecer, mas este número de refeições por dia passa a ser então o ponto de partida para o plano de vendas.

É um princípio de plano de vendas. Se vendermos a 9 euros cada refeição, teremos por dia 25×9€=225€. Podemos pensar no volume médio de vendas diário, como se exemplifica, mas se quisermos, poderemos escolher outra forma de planear, semanal ou  mensalmente.

2.Qual o valor das vendas de cada produto

Vamos admitir que todos concordam que 9€ é um bom preço, atendendo à qualidade e à concorrência. No nosso exemplo de plano de negócios,  vamos vender todas as refeições a 9€ ou teremos pratos diferenciados e cada um deles com preços diferentes?

É uma discussão de estratégia que passa por saber quais os recursos que temos, materiais e humanos.

Ao fim de alguma discussão e tomadas decisões, poderemos chegar ao seguinte embrião de plano de vendas

Exemplo de plano de negócios. Vendas de Cada Produto
Exemplo de plano de negócios. Vendas de Cada Produto

Caso seja este o plano, já chegamos a um valor médio diário de vendas de 9,28€ ou seja 3% acima do que inicialmente tínhamos pensado.

3.Como fazer um Plano de Negócios – Preços com IVA ou sem IVA

Sabemos que os preços são com IVA (Imposto sobre Valor Acrescentado) e é o valor que o cliente paga. Mas o valor que “entra” para a empresa não é exactamente este.

Vejamos, então, o que fica na empresa e qual o imposto que temos de entregar ao Estado

Vendas com IVA Máximo
Vendas com IVA Máximo

Considerando o IVA a 23% para todos os produtos, significa que o cliente paga 9,28€ e para o restaurante ficam 7,54€. O resto é imposto que vai ser entregue ao Estado.

Mas, na realidade há alguns produtos em que o IVA é 23% mas outros têm IVA diferente.

Tratando-se de um plano de vendas, em discussão, para ajudar a definir a estratégia e como fazer um plano de negócios ou consideramos o IVA em 23%, em todos os produtos, ficando com as “contas algo inflacionadas” ou, então, vamos fazer um plano com detalhe colocando o IVA correto em cada artigo, o que poderá complicar o processo. Podemos, ainda, usar uma taxa de IVA média.

Para trabalharmos com uma taxa média, podemos recolher da concorrência alguns recibos de venda, juntamo-los e fazemos contas.

Vejamos este exemplo de plano de negócios, com o seguinte recibo

Prato de menu (que inclui um café), preço 9,00€, com IVA a 13% (1,04€) o que resulta num valor sem IVA de 7,96€

Taça de vinho com preço 0,90€, IVA a 23% (0,17€), valor sem IVA de 0,73€

Total com IVA 9,90€

Total IVA 1,21€

Total sem IVA 8,69€

IVA Médio 9,90€/8,69€ -1 = 0,139

Taxa de IVA média 13,9%

Exemplo de plano de negócios, com outro recibo

Menu do dia, 7,95€, inclui prato do dia, bebida e café

1 pratos do dia, 6,07€, IVA a 13% (0,70€), valor sem IVA de 5,37€

1 copo de vinho, 1,31€ , IVA a 23% (0,24€), valor sem IVA 1,07€

1 café, 0,57€, IVA a 13% (0,07€), valor sem IVA 0,50€

Taxa de IVA média, 7,95/6,94=14,6%

Qual deve ser a dimensão da amostra dos recibos, deixo consigo,  embora deva referir que uma amostra de 100 itens é uma amostra que dá resultados confiáveis. Estatisticamente, com uma amostra de 100 elementos, obtemos uma taxa de erro de cerca de 10%.

Vamos, por fim, considerar para as nossas “contas” que a taxa de IVA média é de 15%

Vendas com IVA Médio
Vendas com IVA Médio

Assim, em vez de ficar na empresa uma média por prato de 7,54€, fica 8,07€, cerca de 7% mais em relação ao que pensamos inicialmente. Esta diferença pode dar-nos uma maior margem ou pode permitir, dentro dessa margem, ter algum tipo de promoções e programas de fidelização. Mas este é um assunto para discutir mais tarde.

4.Outros produtos e serviços

Vamos continuar com a construção do plano de vendas, acrescentando as vendas de outros produtos, por exemplo bebidas, sobremesas e também o que estiver na ideia e na estratégia que foi pensada.

Exemplo de Plano de Negócios

Admitamos que além dos almoços vamos vender cafés, bebidas, pequenos almoços, sobremesas, jantares de grupo e jantares especiais à sexta e ao sábado. Ao domingo o restaurante encerra para descanso.

Juntamos estas ofertas aos preços médios, sem IVA, que pensamos serem ajustados e construímos a tabela que se segue com os valores de venda ou proveitos, como também se costuma dizer.

Vendas de vários Produtos
Vendas de vários Produtos

5.Ajustar e completar o plano de vendas

Neste exemplo de plano de negócios, falta saber quantos dias por ano vamos planear para as vendas de cada uma destas ofertas.

Admitamos que, depois de analisar os  valores e discutir o processo de como fazer um plano de negócios, chegamos a este plano de vendas anual

Como Fazer um Plano de Negócios. Plano de Vendas Ano Velocidade de Cruzeiro
Como Fazer um Plano de Negócios. Plano de Vendas Ano Velocidade de Cruzeiro

Neste plano de vendas temos o valor dos proveitos no final do ano e  consideramos o 2º ano de atividade como o ano de cruzeiro.

Se assim for, para o 1ºano, o do lançamento do negócio, poderemos planear vendas menores.

Nos anos seguintes, poderemos admitir que as vendas crescem com um valor um pouco acima, por exemplo, da taxa de crescimento da economia para Portugal. Mas deixaremos esta análise para próximo artigo.

Ficamos, assim, com a identificação dos passos a dar neste processo, como fazer um plano de negócios, começando pelo plano de vendas.

Siga o Pássaro no Ombro numa das redes sociais em que estamos.

Partilhe este artigo, na sua rede social preferida.

Faça um comentário e dê as sugestões que entender.

E não esqueça, junte-se à nossa rede de seguidores, registando o seu mail para ser notificado de novos artigos.


 

Siga-nos e faça um Like:

5 pontos a considerar no Plano de Negócios

Fazer um plano de negócios objetivo, com um exemplo de plano de negócios, custos fixos e custo de produção, investimento é o que aqui faremos!

Uma vez definido o Modelo de Negócio vamos começar a “fazer contas”, como costuma dizer-se e delinear o Plano de Negócios.

Discussão para um plano de negócios objetivo
Discussão para um plano de negócios objetivo

1.Finalidade do Plano de Negócios

Após ter uma ideia sobre o negócio que pretendemos criar, usando os resultados do Modelo de Negócio, precisamos de sistematizar todas as ideias e quantificar as vendas, nas suas várias vertentes, os custos fixos, o custo de produção e as necessidades de financiamento.

Continue reading “5 pontos a considerar no Plano de Negócios”

Siga-nos e faça um Like:

8 Tópicos para elaborar o Modelo de Negócio

Como transformar uma ideia num modelo de negócio que seja coerente e que contemple todas as vertentes do negócio. Elaborar a Análise SWOT, identificar os pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças, para abordar o Plano de Negócios.

Depois de abordarmos o que devemos ter em conta para criar um bom negócio, vamos ver como transformamos uma ideia num modelo de negócio que seja coerente e que contemple todas as vertentes do negócio.

Modelo de Negócio
Modelo de Negócio

1.O que é um Modelo de Negócio

O modelo de negócio é uma visão integrada do negócio. Começa por se definir qual é o produto ou serviço que pretendemos implementar e que tipo de valor podemos criar e entregar aos nossos clientes.

Devemos identificar todo o processo até à venda ao cliente, definindo, discutindo e avaliando:

Fornecedores, concorrência e parceiros chave,

Como fazemos chegar os produtos ou serviços ao cliente,

Que tipo de clientes e, se há vários tipos de clientes, quais as característica de cada segmento,

Que atividades são chave no processo,

Quais os recursos chave que temos ou que precisamos,

Como vamos divulgar a ideia,

Como vamos interagir com os clientes, primeiro para os atrair e depois para os reter.

Que proposta de valor acrescentamos, em relação à concorrência,

Finalmente, precisamos de agregar estas ideia e começar a quantificar quanto vamos vender e quais serão os custos.

Continue reading “8 Tópicos para elaborar o Modelo de Negócio”

Siga-nos e faça um Like:

Nove ideias a ter em conta para criar um bom negócio, empresário a criar negócio próprio

Para que o empreendimento de um novo negócio, não se torne num pesadelo siga estas nove ideias e orientações e enfrente de forma positiva e resiliente o desafio de construir um bom negócio.

Está a pensar criar um bom negócio? Abrir um restaurante, uma oficina mecânica, uma loja de antiguidades, uma loja de artigos de moda ou um cabeleireiro, entre outros, é o sonho de muitos profissionais de cada sector. Tornar-se empresário e criar negócio próprio.

Empresário. Criar negócio próprio.
Empresário lendo as últimas notícias

No entanto, mesmo que a ideia lhe pareça boa, tem algum receio de que algo não corra bem. Olha para o mercado e parece que já tudo está criado e que dificilmente podemos ter uma boa ideia que consiga impor-se a toda essa concorrência.

Para que a aventura empresarial não se transforme num pesadelo siga estas ideias e orientações e enfrente de forma positiva o desafio de criar negócio próprio e construir um bom negócio.

Continue reading “Nove ideias a ter em conta para criar um bom negócio, empresário a criar negócio próprio”

Siga-nos e faça um Like:

Qualidade na EMEL – caso prático – as 5 questões de Gestão da Qualidade

Em termos de análise à gestão da qualidade, a amostra não é estatisticamente significativa, por isso procuramos no site da EMEL informação sobre o assunto, nomeadamente sobre indicadores de qualidade, qualidade do atendimento, que fizessem luz sobre os resultados da política de qualidade, de forma mais “científica”.

 1. Qualidade de Atendimento

Na era da cidadania digital, começamos por referir que a EMEL, apesar de dispor de uma aplicação de excelente qualidade, para facilitar o pagamento do estacionamento nas ruas de Lisboa, conforme referimos em artigo anterior, não presta aos munícipes da cidade um bom serviço na qualidade de atendimento ao cliente.

Temos conhecimento de várias opiniões que relatam experiências com colaboradores da EMEL, enquanto guardiães do bom estacionamento em Lisboa, como por exemplo aquela que vem no artigo de Laurinda Alves, no jornal Observador, no qual questiona se estão nas ruas a favor dos moradores ou contra eles. E onde estão durante a noite e nos fins de semana?

A nossa opinião é sustentada por contactos feitos a propósito do pedido de um dístico de residente, através da via electrónica, cuja resposta foi muito lenta. Mas não só!

Vários são os relatos de residentes que, pretendendo ter acesso ao tal dístico que lhes concede o direito de estacionar na via pública, através da “Loja Virtual”, consideram que a qualidade de atendimento não é eficaz e, acabam por ter de se dirigir a um balcão da EMEL.

Continue reading “Qualidade na EMEL – caso prático – as 5 questões de Gestão da Qualidade”

Siga-nos e faça um Like: